sábado, 4 de março de 2017

Desfile da Escola da Mangueira no Carnaval de 2017

Veja em fotos como a escola retratou o seu desfile este ano. É simplesmente uma falta de respeito. Blasfêmia, como a Arquidiocese do Rio deixou isto acontecer?
Não vos prendais ao mesmo jugo com os infiéis. Que união pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunidade entre a luz e as trevas? Que compatibilidade pode haver entre Cristo e Belial? Ou que acordo entre o fiel e o infiel? Como conciliar o templo de Deus e os ídolos? Porque somos o templo de Deus vivo, como o próprio Deus disse: Eu habitarei e andarei entre eles, e serei o seu Deus e eles serão o meu povo (Lv 26,11s).
Portanto, saí do meio deles e separai-vos, diz o Senhor. Não toqueis no que é impuro, e vos receberei.
Serei para vós um Pai e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor todo-poderoso (Is 52,11; Jr 31,9).
(II Cor 6, 14-18)



Bateria da Mangueira com roupa de São Francisco de Assis anima o desfile na Sapucaí (Foto: Alexandre Durão/G1) 

Referências religiosas são tema de desfile da Mangueira (Foto: Alexandre Durão/G1)


Mangueira retrata santos católicos e do candomblé na Sapucaí (Foto: Alexandre Durão/G1)

Representação de Jesus Cristo no desfile da Msangueira (Foto: Alexandre Durão/G1)


Referências religiosas são tema de desfile da Mangueira (Foto: Alexandre Durão/G1)




Referêncioa a Jesus Cristo durante desfile da Mangueira na Sapucaí (Foto: Rodrigo Gorosito/G1)

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...