quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

É possível ler o horóscopo “só por diversão”?

[aleteia]

A leitura do horóscopo do dia parece coisa que pode ser feita por simples diversão. Basta abrir o jornal local e encontrar as “previsões diárias” ali pela vizinhança das tirinhas cômicas ou das palavras cruzadas. Se preferir, você vai encontrá-las também numa vasta quantidade de páginas, internet afora.
Acontece que a Igreja não considera que a astrologia seja “simples diversão”: ela ensina que existem riscos muito mais sinistros envolvidos nas “artes da adivinhação do futuro” – riscos capazes de colocar em contato com a presença do mal.
Antes de mais, o que é astrologia?
Trata-se, basicamente, de considerar as posições das estrelas e os movimentos dos planetas e interpretar qual é a sua suposta influência em acontecimentos diversos, inclusive na vida e no comportamento das pessoas. A astrologia é uma prática antiga, com raízes bem anteriores ao nascimento de Cristo e presente em várias religiões pagãs. Seu objetivo principal é a predição do futuro com base nas dinâmicas dos corpos celestes. 
Tudo isso coloca a astrologia na categoria da “adivinhação“, com a esperança subjacente de que, se uma pessoa puder saber como se desenrolará um determinado dia, ela terá uma espécie de “poder” sobre o tempo. É neste sentido que a leitura dos horóscopos se presta às estratégias do diabo.
Somente Deus conhece o futuro, já que Ele não vive dentro dos limites do tempo e sim na eternidade, no eterno “agora”. Tudo o que é, foi e será está sempre diante dos olhos de Deus. Satanás e seus asseclas não conhecem o futuro; no entanto, por serem espíritos dotados de alto intelecto e observarem o que ocorre no tempo, eles podem oferecer aos indivíduos certas especulações do que viria a acontecer. O recurso a entidades espirituais que não são Deus a fim de adivinhar o futuro é algo que se manifesta em práticas como a “leitura da mão” ou a consulta com “médiuns”, que procuram o auxílio de algum espírito (ou demônio) para prever algo da vida de alguém. Quem participa da criação de horóscopos pode ou não ter relação aberta com o mal, mas, em algum nível, está se abrindo à influência de espíritos nefastos. Satanás, desde o Jardim do Éden, está constantemente nos oferecendo a “maçã do conhecimento” na esperança de nos levar para longe da filial confiança em Deus Pai. A “lógica” por trás disso é uma tentação antiquíssima: se “soubermos” mais do que Deus, teremos poder.
A Igreja sempre se opôs firmemente às práticas da astrologia e à leitura de horóscopos, conforme deixa claro o Catecismo da Igreja Católica. Em seu número 2116, ele afirma que todas as formas de adivinhação devem ser rejeitadas: recurso a Satanás ou aos demônios, invocação dos mortos e quaisquer outras práticas supostamente voltadas a “desvendar” o futuro. Horóscopos, astrologia, leitura da mão, interpretação de presságios, fenômenos de clarividência, recurso a médiuns, tudo isso esconde um desejo de poder sobre o tempo e a história e, em última análise, sobre os outros seres humanos, além de um desejo de acesso a poderes ocultos. São práticas que contradizem o respeito, a honra e o amor que devemos a Deus exclusivamente. Há vários anos, o então bispo de Stockton, na Califórnia, dom Donald W. Montrose, escreveu uma carta pastoral condenando fortemente a leitura de horóscopos. Afirma ele:
Por mais que milhões de pessoas acompanhem os horóscopos com maior ou menor interesse, ainda se trata de um tipo de adivinhação. Por mais que se alegue não acreditar em horóscopos e ler o próprio apenas por diversão, essa prática deve ser abandonada. O horóscopo diário pode facilmente nos influenciar de vez em quando. É uma forma de nos abrir para o ocultismo“. Os exorcistas também atestam a influência demoníaca dos horóscopos: das pessoas que chegaram a ser possuídas ou influenciadas pelo diabo, várias começaram a se expor a ele mediante a leitura do horóscopo.
Demos ouvidos às palavras de Jeremias: “Assim diz o Senhor: Não aprendais os caminhos dos gentios e não tenhais medo dos sinais nos céus, ainda que os gentios os temam” (cf. Jr 10, 2 ). O horóscopo até pode aparecer nas seções de “entretenimento” dos jornais, mas está longe de ser mera “diversão”. Ele está ligado a pressupostos capazes de perturbar gravemente a alma de uma pessoa.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...