sábado, 25 de março de 2017

Testemunho de Scott Hahn, ex protestante Calvinista

Dr. Scott Hahn

Ao estudar os escritos dos primeiros cristãos, Scott, encontra inúmeras referencias à "liturgia", à "Eucaristia", ao "sacrifício".
Foi então a santa missa (logicamente incógnito, visto que era um ministro protestante, calvinista), como um exercício acadêmico.
Como calvinista, foi instruído para acreditar que a missa era o maior sacrilégio que alguém poderia cometer. Pois para eles a missa era um ritual com o propósito de "sacrificar Jesus Cristo outra vez".
Entretanto a medida que a missa prosseguia, alguma coisa o toca.
A Bíblia estava diante dele!nas palavras da missa!!..Isaías, Salmo, Paulo...Não obstante, manteve sua posição de espectador, à parte, até que ouve o sacerdote pronunciar as palavras da consagração: "Isto é o meu corpo...Este é o cálice do meu sangue".
Então sentiu todas as suas dúvidas se esvaírem. Quando viu o sacerdote elevar a hóstia, percebeu que uma prece subia do seu coração em um sussurro: Meu Senhor e meu Deus. Sois realmente vós!"
Quando não foi maior sua emoção ao ouvir toda a igreja orar: "Cordeiro de Deus..Cordeiro de Deus...Cordeiro de Deus" e o sacerdote dizer: "Eis o Cordeiro de Deus..", enquanto elevava a hóstia.
Em menos de 1 minuto a frase "Cordeiro de Deus ressoou 4 vezes. Graças a longos anos de estudo bíblicos, percebeu imediatamente onde estava. Estava no livro do Apocalipse, no qual Jesus é chamado de Cordeiro nada menos que 28 vezes em 22 capítulos.
Estava na festa de núpcias que João descreve no final do último livro da Bíblia.
Estava diante do trono do céu, onde Jesus é saudado para sempre como o Cordeiro.
Entretanto, não estava preparado para isso - Ele estava na MISSA!



Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...