sábado, 12 de novembro de 2016

Quando os pais iam desligar os aparelhos que mantinham vivo o filhinho de 3 anos… o milagre!

[aleteia]
Por BEST OF WEB



A vida, tantas vezes, só pede um pouco mais de esperança!


Mike e Kerry Askin tiveram que tomar a decisão mais difícil de toda a sua vida: os órgãos de seu filhinho de 3 anosDylan, doente de câncer no pulmão, estavam começando a falhar gravemente quando os médicos propuseram algo que os deixou em estado de choque.
A decisão que estava nas mãos e no coração daqueles jovens pais era brutal: manter o pequeno Dylan vivo e sofrendo sem chances de cura ou dar adeus antecipadamente ao filho e autorizar o desligamento dos aparelhos.
Era muito claro que ele estava sofrendo. O nível de oxigênio tinha caído muito quando eles nos pediram para tomar a decisão de desligar os aparelhos”, conta Kerry.
Sem esperança, ela e o marido aceitaram aquela que parecia ser a única opção viável para o seu filhinho que tanto sofria: deixá-lo partir; deixá-lo, finalmente, descansar em paz.
Mas então aconteceu o inexplicável.
Minutos antes que os aparelhos fossem desligados, para completa surpresa dos médicos, o que tinha sido totalmente descartado se concretizou: de modo repentino, Dylan recobrou os sentidos e os movimentos, enquanto um médico retornava com os resultados de um exame de sangue do menino. Os seus órgãos não estavam mais falhando.
A saúde do pequeno começou a se estabilizar e melhorar progressivamente a ponto de Dylan ser hoje uma criança tão cheia de vida quanto qualquer outra, amada e sempre cercada pelos pais – pais amorosos e esforçados, que, num momento de desespero diante do sofrimento do filho, tinham estado a ponto de perdê-lo por causa da pressão de uma cultura cada vez mais incapaz de lutar pela vida com toda a força da esperança.
E a vida, tantas vezes, só pede um pouco mais de esperança!
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...