domingo, 27 de novembro de 2016

Arcebispo de Brasília, Dom Sérgio celebra primeira missa como cardeal

Do G1 DF
Por Mateus Rodrigues


Nomeação foi no último dia 19, no Vaticano, pelas mãos do Papa Francisco. Cardeais podem participar de conclaves até os 80 anos; arcebispo tem 57.

 

Arcebispo de Brasília, Dom Sérgio da Rocha, celebra primeira missa na Catedral Metropolitana após ser nomeado cardeal (Foto: Anderson Mendanha/Arquidiocese de Brasília/Divulgação)

O arcebispo de Brasília, Dom Sérgio da Rocha, celebrou neste domingo (27) a primeira missa desde que foi nomeado cardeal pelo Papa Francisco, no último dia 19. A "celebração de acolhimento", como é chamado o rito, reuniu fiéis, políticos e membros da Arquidiocese de Brasília na Catedral Metropolitana, na Esplanada dos Ministérios.
Como cardeal, Dom Sérgio da Rocha passa a participar de decisões importantes da Igreja Católica. O arcebispo é um dos 121 cardeais com menos de 80 anos que estão aptos a participar dos conclaves – assembleias que escolhem um novo Papa.
Dom Sérgio completou 57 anos em outubro e é o terceiro cardeal mais novo entre os atuais titulares da função. São mais novos que ele os cardeais Dom Soane Patita Paini Mafi, de Tonga (54 anos), e Dieudonné Nzapalainga, da República Centro-Africana (49 anos).
O arcebispo de Brasília foi o único brasileiro nomeado cardeal no último dia 19, junto a outros 16 religiosos de todo o mundo. A confirmação aconteceu na Basílica de São Pedro, no Vaticano, em cerimônia aberta aos fiéis.
Em publicação na rede social da arquidiocese no dia 9, quando a nomeação foi anunciada, Dom Sérgio da Rocha disse se sentir "agradecido" pela escolha.
"Agradeço ao Papa em nome de toda a Igreja pelo sinal de misericórdia e amor que ele mostra pela Igreja do Brasil. Meu sentimento também é de agradecimento e esperança porque ser nomeado cardeal não é uma honraria e sim um serviço que necessita da ajuda dos fiéis, do povo para ser verdadeiro. Por isso peço a oração de todos e conto com a ajuda do clero e do povo de Deus", afirmava o texto. 

Arcebispo de Brasília, Dom Sérgio da Rocha, celebra primeira missa na Catedral Metropolitana após ser nomeado cardeal (Foto: Anderson Mendanha/Arquidiocese de Brasília/Divulgação)


Biografia

Dom Sérgio da Rocha foi nomeado arcebispo de Brasília em 15 de junho de 2011 pelo papa Bento XVI e desde abril de 2015 preside a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).
O brasileiro estudou filosofia no Seminário Diocesano de São Carlos, teologia no Instituto Teológico de Campinas, concluiu mestrado em teologia moral na Faculdade Teológica "Nossa Senhora da Assunção", em São Paulo, e doutorado na mesma disciplina junto à Academia Alfonsiana de Roma.
Foi ordenado sacerdote no dia 14 de dezembro de 1984 em Matão (SP), exercendo como pároco em Água Vermelha, coordenador da pastoral da Juventude de São Carlos, professor do Seminário Diocesano e diretor espiritual da Casa de Teologia de Campinas.
Também foi reitor do Seminário de Filosofia de São Carlos, coordenador da pastoral vocacional, vigário paroquial da catedral da cidade e vigário paroquial em "Nossa Senhora de Fátima", entre outros cargos.
No dia 13 de junho de 2001, foi eleito bispo titular de Alba e auxiliar de Fortaleza. Em 11 de agosto, recebeu a consagração episcopal. Em 31 de janeiro de 2007 foi nomeado bispo coadjutor de Teresina (PI) e se tornou arcebispo em 3 de setembro de 2008.
Papa Francisco ordenou 17 novos cardeais no último dia 19, entre eles Dom Sergio da Rocha, arcebispo de Brasília (Foto: L'Osservatore Romano/AP)



Antecessor

O arcebispo emérito de Brasília, Dom João Braz de Aviz, chegou a ser um dos cinco cardeais brasileiros com chances de ser eleito o novo Papa – antes da escolha de Francisco. Ele sobreviveu a um tiro de escopeta durante um assalto, há 30 anos. Aviz ficou com “pelo menos 130 furinhos de chumbo”, conta o irmão do cardeal, o padre José Amauri de Aviz, pároco de uma igreja no Lago Sul, em Brasília.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...