quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Bispo responde ao candidato Tim Kaine: A doutrina da Igreja sobre o matrimônio não vai mudar nunca


14 Set. 16


WASHINGTON DC, (ACI).- Alguns dias depois que o candidato à vice-presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata, Tim Kaine, expressou a sua confiança em que a Igreja Católica eventualmente aprovará o casamento” gay, o Bispo de Richmond, Dom Francis X. DiLorenzo, assegurou que esta doutrina “se mantém sem mudanças e firme”.
Tim Kaine, que se define como católico e participa da paróquia de Santa Elizabeth na diocese de Richmond, Virginia (Estados Unidos), pronunciou no dia 10 de setembro o discurso principal no jantar nacional da Human Rights Campaign, um influente grupo de ativismo LGTBQ (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e ‘queer’) em Washington D.C.
Durante seu discurso, Kaine assegurou: Acredito que isso deve mudar, porque minha igreja também me ensina sobre um criador que, no primeiro capítulo do Gênesis, viu todo o mundo, incluindo a humanidade, e disse ‘que era muito bom”.
Atualmente Kaine é senador do estado da Virginia e expressou que apoia políticas a favor do lobby gay e do aborto.
Em um comunicado publicado em 13 de setembro, Dom Francis X. DiLorenzo destacou que “mais de um ano depois da sentença da Suprema Corte dos Estados Unidos sobre o matrimônio e apesar das declarações da campanha eleitoral, o ensinamento de dois mil anos da Igreja Católica sobre a verdade do que constitui o matrimônio se mantém firme e sem mudanças”.
Em junho de 2015, com uma votação de 5 contra 4, a Suprema Corte legalizou o casamento homossexual como um “direito constitucional” em todo o país.
“Como católicos, acreditamos que todos os seres humanos têm dignidade e merecem ser amados e respeitados, e a discriminação injusta está sempre mal”, sublinhou o Bispo americano.
Nossa compreensão acerca do matrimônio, entretanto, é um assunto de justiça e fidelidade ao projeto original do nosso Criador”, precisou.
Em seguida, Dom DiLorenzo explicou que “o matrimônio é a única instituição que une um homem e uma mulher entre si e com toda criança que provém de sua união”.
“Redefinir o matrimônio não fomenta os direitos de ninguém, menos ainda daquelas crianças, que não devem ser privadas intencionalmente do direito de serem alimentadas e amadas por uma mãe e um pai”, assinalou.
O Bispo de Richmond fez um apelo aos católicos “e a todos aqueles preocupados por preservar esta união sagrada para unir-se em oração, viver e expressar-se com compaixão e caridade a respeito da verdadeira natureza do matrimônio, coração da vida familiar”.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...