sábado, 18 de junho de 2016

Esquerdistas espanhóis querem censurar e prender um cardeal

Por Redação

A plataforma CitizenGo lança campanha internacional de coleta de assinatura em defesa do prelado espanhol

 


No dia 13 de maio, o Cardeal Cañizares, arcebispo de Valencia (Espanha), pronunciou uma homilia na qual disse o seguinte:
“Aí temos legislações contrárias à família, bem como a ação de forças políticas e sociais, às quais se somam movimentos e ações doimpério gay, de ideologias como o feminismo radical ou a mais insidiosa de todas, a ideologia de gênero. Essa situação é tão grave e tem consequências tão graves para o futuro da sociedade, que hoje, sem dúvida, é possível considerar a estabilidade do matrimônio e da família – bem como seu apoio e reconhecimento público – como o primeiro problema social e de atenção aos mais débeis e às periferias existenciais.”
Posteriormente, no dia 29, citando Bento XVI, fez um apelo para que as pessoas não se submetessem a uma ideologia anti-humana, “a última rebelião do homem contra Deus”:
“(…) a ideologia mais insidiosa e destrutiva da história, a ideologia de gênero, que os poderes globalistas querem impor por meio de legislações iníquas, que não devem ser obedecidas.
Pediu que os legisladores que trabalham para avançar essas causas sejam evitados, mas ao mesmo tempo reconheceu “a legítima autonomia da esfera temporal”:
Não podemos nos submeter a uma mentalidade inspirada no laicismo, tampouco na ideologia de gênero (…) Ambas as ideologias levam gradualmente, de forma mais ou menos consciente porém certeira, à restrição da liberdade religiosa.
Por causa dessas palavras, os esquerdistas deram início a uma campanha de perseguição ao cardeal. A reputação e a integridade física do cardeal estão em risco. Se a esquerda radical conseguir o que deseja, a saber, censurar o líder religioso, o episódio poderá se repetir em outros países.
Assine a campanha para enviar uma mensagem ao prefeito de Valencia e aos líderes dos diversos grupos políticos que estão atacando o cardeal.
Aqueles que tanto falam em tolerância e respeito agora querem criminalizar as palavras do cardeal.  É importante ressaltar que a ideologia de gênero não possui nenhuma confirmação científica. As divisões conceituais de orientação sexual, gênero, etc., que muitas vezes circulam pelas redes sociais, são meros artifícios retóricos que não têm nenhum correspondente na realidade. Além disso, os pressupostos da ideologia de gênero têm origem em uma corrente filosófica autocontraditória, que nega existência das essências ao mesmo tempo que reivindica para si uma determinada essência.
Se o cardeal for condenado pela corte local, poderá ser punido com até três anos de prisão, simplesmente por ter apontado corretamente a falsidade de uma ideologia que é apresentada como teoria e denunciado a incoerência de seus proponentes!
Ao assinar a campanha, você enviará um e-mail diretamente ao prefeito de Valencia, Joan Ribó, e aos porta-vozes dos diversos grupos políticos que estão atacando o cardeal.
(Fonte: CitizenGo)
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...