sexta-feira, 11 de março de 2016

Padre pioneiro da RCC no interior de São Paulo abandona a Fé Católica e é excomungado

[tradicaocatolica]

Há muitos anos, nós do Apostolado Fora da Igreja não há Salvação, alertamos sobre o perigo que a Renovação Carismática “Católica” traz para os fiéis.
Somos, na maioria dos comentários, atacados e caluniados por aqueles que, por cegueira ou simplesmente não querem conhecer a verdade, defendem tal movimento.
No dia 1 de fevereiro de 2016, o padre Wilson Vitoriano Ferreira da Silva, um dos pioneiros que trouxeram o movimento carismático para o Brasil, ABANDONOU A IGREJA CATÓLICA e foi para a igreja anglicana.
Se a RCC tem o poder de fazer isso com sacerdotes, imagine só, com nós fiéis, meros leigos.
O que acontecerá com os membros da associação fundada por este padre? Não só eles, mas todos ligados a movimentos carismáticos têm tendência de um dia, abandonar a igreja e se tornar protestante.
Pregação padre Wilson Vitoriano na Canção Nova
Há 18 anos servindo a Igreja Católica Apostólica Romana, o padre Wilson Vitoriano Ferreira da Silva deixa a instituição religiosa para se dedicar à Igreja Anglicana, e também à Associação Leões de Judá, fundada por ele em 2013. Na última sexta-feira (29), ele entregou uma ‘carta de desfiliação’ da igreja ao bispo diocesano de Jundiaí, dom Vicente Costa. Em nota enviada com exclusividade à redação do JJ Regional, dom Vicente lamentou a decisão e espera que a escolha seja repensada.
Na noite desta segunda-feira (01), durante seu ato eucarístico semanal, na sede do Clube Nacional, na Vila Arens, padre Wilson Vitoriano comunicou sua decisão aos fiéis. Segundo ele, se tornar um integrante da Igreja Anglicana é ter mais liberdade para evangelizar – um sonho que ele realiza como ‘pastor’ e espera contar com a compreensão dos fiéis.
“Eu quero mais liberdade para evangelizar. Há tempos venho me sentindo com vontade de mudança. Não houve brigas ou desentendimento, até porque tenho muito respeito pelo bispo. Os fiéis que me acompanham há anos terão a liberdade de continuar comigo nessa caminhada de fé”, comenta.
Renovação carismática – Conhecido como um dos primeiros padres da Diocese de Jundiaí a implantar a Renovação Carismática (RCC), padre Wilson diz que entregou a carta ao bispo e a conversa se sucedeu de forma tranquila. A decisão de mudança, porém, é irreversível, segundo ele.
“A ideia agora é procurar um terreno para que possamos criar a primeira sede anglicana da cidade. Já estamos trabalhando para isso”, informa o padre.
Em sua nota oficial sobre a decisão do padre Wilson, o bispo reforça que foram realizados vários encontros na tentativa de superar o impasse criado por certas atitudes que ele tomou à frente da “Associação Jesus Leão de Judá Senhor Salvador”, por ele fundada.
Dom Vicente afirma ainda que sempre manifestou a preocupação de pai e solicitude de pastor em cuidar e zelar pelo bem-estar e pelo ministério do padre Wilson, como também dos fiéis que participam das atividades da Associação. Mesmo assim, acredita que padre Wilson possa repensar, em oração, e mudar a decisão que manifestou em carta.
O bispo lembra aos fiéis que todas as celebrações litúrgicas, inclusive a Santa Missa, quando celebradas por um ministro que abandonou a fé católica, são “ilícitas”, isto é, não são realizadas de acordo com as normas da Igreja Católica. “Lembro-lhes ainda que os fiéis católicos não podem receber os sacramentos de um ministro que abandonou a fé católica.”
Em outras cidades – Padre Wilson Vitoriano – que arrebata milhares de fiéis em suas celebrações e já tinha sido transferido algumas vezes pela Diocese para paróquias de outras cidades -, diz que continuará com as missas de cura e libertação no Clube Nacional, sempre às segundas e sextas-feiras.
Confira na íntegra o comunicado de Dom Vicente Costa, bispo diocesano de Jundiaí:
01_Brasao-Diocese-de-Jundiaí_color_site32

Jundiaí − SP, 1º de fevereiro de 2016.

COMUNICADO AO POVO DE DEUS DA DIOCESE DE JUNDIAÍ

Exorto os fiéis para que que sejam “solícitos em guardar a

unidade do Espírito pelo vínculo da paz”

(Ef 4,3).

De coração partido, como Pastor responsável pela porção do Povo de Deus que me foi confiada, comunico aos meus diocesanos e diocesanas que recebi uma carta, na última sexta-feira, 29 de janeiro de 2016, do Rev.mo Padre Wilson Vitoriano Ferreira da Silva, do clero diocesano, em que ele declara estar “conscientemente e livremente se desligando da Igreja Católica Apostólica Romana” para fazer parte de uma “outra família de fé”.
Informo aos fiéis que foram realizados vários encontros fraternos entre mim e o referido Padre, na tentativa de superar o impasse criado por certas atitudes que ele tomou à frente da “Associação Jesus Leão de Judá Senhor Salvador”, por ele fundada. Diante de Deus, afirmo que sempre manifestei a minha preocupação de pai e solicitude de pastor em cuidar e zelar pelo bem-estar e pelo ministério presbiteral desse Padre, como também dos fiéis que participam das atividades da mencionada Associação. Mesmo diante do último fato, que é grave e implica as devidas medidas canônicas, ainda acredito – e confio no Bom Deus! – que o Padre Wilson Vitoriano Ferreira da Silva possa repensar, em oração, e mudar a decisão que manifestou na carta a mim endereçada.
Assim, na condição de Bispo Diocesano, manifesto minha proximidade aos fiéis que participam da “Associação Jesus Leão de Judá Senhor Salvador” exorto-os paternalmente a manterem a fé que da Igreja receberam. É preciso que saibam que todas as celebrações litúrgicas, inclusive a Santa Missa, quando celebradas por um ministro que abandonou a fé católica, são “ilícitas”, isto é, não são realizadas de acordo com as normas da Igreja Católica; e lembro-lhes ainda que os fiéis católicos não podem receber os sacramentos de um ministro que abandonou a fé católica.
Exorto vivamente todos os fiéis, clérigos e leigos, a que, neste momento difícil pelo qual passa a querida e amada Diocese de Jundiaí, nos unamos em oração e conservemos a unidade da Igreja, sendo “um só corpo e um só Espírito” (cf. Ef 4,4).

assinatura_nota-300x103

Declaração de excomunhão:

Com informações do Jornal JJ, de Jundiaí/SP.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...