quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Papa pedirá ao Apostolado da Oração que reze pelo diálogo inter-religioso

[news]
Por Rádio Vaticana


Cidade do Vaticano (RV) – “A maior parte dos habitantes do planeta se declara crente, e isto deveria provocar um diálogo entre as religiões”.
Estas são só as primeiras palavras do Papa no vídeo que será publicado nesta quarta-feira (06/01), por ocasião do início das mensagens mensais do Pontífice em que convida o Apostolado da Oração e todos os homens e mulheres de boa-vontade a seguirem suas intenções de orações.
Além da participação de sacerdotes budistas, muçulmanos, hebreus e católicos, o vídeo também intercala imagens marcantes do Pontificado de Francisco em que o Papa promove gestos concretos para o diálogo inter-religioso.
“Nesta multidão, neste conglomerado de religiões há somente uma certeza”, conclui o Papa: "todos somos filhos de Deus”.
A mensagem do Papa, com legendas em português, será publicada em nossa fan-page no Facebook e em nosso canal no YouTube às 17h de Brasília.
(RB)
==================================
jbpsverdade: Desculpem, mas nas palavras do Papa... “A maior parte dos habitantes do planeta se declara crente, e isto deveria provocar um diálogo entre as religiões”, o apóstolo Tiago escreve em sua carta o seguinte: Crês que há um só Deus. Fazes bem. Também os demônios crêem e tremem.(Tg 2, 19) 
Outra coisa... Além da participação de sacerdotes budistas, muçulmanos, hebreus e católicos. São Paulo escreve na sua carta aos corintios: Não vos prendais ao mesmo jugo com os infiéis. Que união pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunidade entre a luz e as trevas? Que compatibilidade pode haver entre Cristo e Belial? Ou que acordo entre o fiel e o infiel? Como conciliar o templo de Deus e os ídolos? Porque somos o templo de Deus vivo, como o próprio Deus disse: Eu habitarei e andarei entre eles, e serei o seu Deus e eles serão o meu povo (Lv 26,11s). (II Cor 6, 14-16) 
E ainda... “Nesta multidão, neste conglomerado de religiões há somente uma certeza”, conclui o Papa: "todos somos filhos de Deus”. Filhos de Deus? Bem, o evangelho nos ensina que filhos de Deus são... Mas a todos aqueles que o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus, os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas sim de Deus. (Jo 1, 12s), quem recebe, quem crer em Cristo, estes sim, são verdadeiros filhos e filhas de Deus.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...