segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Nós católicos devemos acreditar nas previsões de futurólogos para 2016?, responde um exorcista




08 Jan. 16

REDAÇÃO CENTRAL, (ACI).- Nos dias prévios à celebração de um Ano Novo proliferam os prognósticos e adivinhações sobre o que virá. Algo que muito poucos tomam em conta ao recorrer a estes supostos adivinhos, é que nem sequer os demônios podem ver o futuro, tal como o explica o famoso exorcista José Antonio Fortea, quem explica porque nós católicos não devemos acreditar nos gurus e adivinhos de fim de ano.
Em seu livro Summa Daemoniaca, um livro de consulta sobre a matéria dos demônios e o exorcismo, o P. Fortea adverte: “Nem precisa dizer que se o futuro não se pode conhecer nem mesmo invocando os demônios, muito menos com essas práticas de astrologia, cartomancia, etc.”.
“Os demônios não sabem tudo, só o que podem deduzir, mas eles não veem o futuro”, assinala.
O Pe. Fortea indica que os demônios “com sua inteligência muito superior à humana podem deduzir por suas causas algumas coisas que acontecerão no futuro”, mas precisa que aquilo que pertence “à liberdade humana, está indeterminável e eles não o sabem”.
O exorcista espanhol escreve ainda que “mesmos praticam esses enganos são a prova vivente de que por esse meio não se pode obter nenhum benefício”.
“Os únicos que sim obtêm algum benefício de tais adivinhações, são os enganadores profissionais que são os primeiros a não acreditar nelas e que sabem dosar suas predições para não serem descobertos”, assevera.
O exorcista espanhol é enfático em que “nunca nenhum cristão sob nenhum conceito deve consultar este tipo de pessoas”, pois “a consulta a um mago, vidente ou guru constitui sempre um pecado grave”.


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...